<B>Ações e reflexões artísticas na Ilha de Maré</B>

Autores

  • Luiz Cláudio Ferreira Campos EBA/UFBA

DOI:

https://doi.org/10.9771/2175-084Xrcv.v1i19.7180

Palavras-chave:

projeto BTS, renda de bilro, Ilha de Maré, rendeiras, grupo MAMETO

Resumo

O grupo de pesquisa MAMETO (CNPq), inserido no Projeto Bahia de Todos os Santos/UFBA/FAPESB, desenvolveu vivências artísticas na Ilha de Maré, Bahia. Como participante deste grupo, procurei entender o surgimento das formas das rendas de bilro produzidas pelas mulheres nativas e estabelecer relação entre este elemento e aqueles utilizados na minha produção artística. O processo de trabalho envolveu ações de sensibilização, intermediação e realização de atividades com a população feminina local. Percebi que elas se inspiram nas formas da natureza e no seu próprio ambiente para criar as abstrações, que são passadas através de gerações. Como retorno à população local, do grupo MAMETO e seus pares promoveram um evento de arte. Reconhece-se que a mulher rendeira faz parte do imaginário popular brasileiro, tem sua importância histórica, social e cultural, implicando no entendimento de um cotidiano tradicional, que se alinha e se insere às necessidades do mundo de mercado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Cláudio Ferreira Campos, EBA/UFBA

Artista Visual, Professor de Arte e Arte-Educador, atuando em Educação Especial. Participou de diversas exposições e foi premiado em vários de Salões de Arte. Pós-graduado em Arte Contemporânea pela Faculdade Montenegro/UNC-CENAPE e Mestre em arte visual pela EBA-UFBA. É integrante do Grupo MAMETO CNPq.

Downloads

Publicado

2013-07-22

Como Citar

CAMPOS, L. C. F. &lt;B&gt;Ações e reflexões artísticas na Ilha de Maré&lt;/B&gt;. Cultura Visual, [S. l.], v. 1, n. 19, p. 43–52, 2013. DOI: 10.9771/2175-084Xrcv.v1i19.7180. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rcvisual/article/view/7180. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos Selecionados / Selected Articles