<B>“Bom gosto”, contradição e a comunicação do simbólico na construção visual do Palácio de Cristal</B>

Autores

  • Doris Kosminsky UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.9771/2175-084Xrcv.v1i15.4978

Palavras-chave:

Cultura visual, “bom gosto”, design, ornamento, Palácio de Cristal

Resumo

Este trabalho discute a compreensão do sentido do “bom gosto”, a partir da coexistência de estilos e das contradições estéticas observadas entre as formas proto-modernas do Palácio de Cristal, construído para a primeira Exposição Universal realizada em Londres em 1851, e os objetos expostos em seu interior. Nesta análise, empregamos, além dos fundamentos teóricos do campo de estudo da cultura visual, textos de críticos da época e reproduções de imagens da Exposição e de seu catálogo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Doris Kosminsky, UFRJ

Professora do curso de Comunicação Visual - Design e do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV) da Escola de Belas Artes da UFRJ . Possui graduação em Desenho Industrial pela ESDI-UERJ (1982), mestrado (2003) e doutorado (2008) em Design pela PUC-Rio. Trabalhou como editora de arte no jornalismo da TV Globo e lecionou em cursos de especialização no SENAI-CETIQT e na PUC-Rio. Tem experiência nas áreas de Design e Comunicação como professora, pesquisadora e também como profissional, atuando principalmente nos seguintes campos: design de informação, TV graphics, imagem, animação, tecnologia e sociedade, construção da visualidade, cultura visual, artes visuais, visualização de dados e novas mídias.

Downloads

Publicado

2011-05-31

Como Citar

KOSMINSKY, D. &lt;B&gt;“Bom gosto”, contradição e a comunicação do simbólico na construção visual do Palácio de Cristal&lt;/B&gt;. Cultura Visual, [S. l.], v. 1, n. 15, p. 71–82, 2011. DOI: 10.9771/2175-084Xrcv.v1i15.4978. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rcvisual/article/view/4978. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos Selecionados / Selected Articles