A cidade estado, na Bahia, permanências mutantes

Autores

  • Luiz Henrique Sá da Nova

DOI:

https://doi.org/10.9771/2175-084Xrcv.v0i11.3375

Resumo

A cidade do Salvador foi sempre considerada como referencia para o conjunto do estado da Bahia. Essa identidade foi construída sob os ganhos histórico-culturais múltiplos, aproximação de forma e conceito dessa hibridação. A análise da construção identitária da cidade de um ponto de vista político, econômico e cultural nos convida a baianidade abordada como síntese da cidade do Salvador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Henrique Sá da Nova

É professor de Jornalismo, no CAHL/UFRB; doutorando, em Cultura e Política, no Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade, da UFBA. Trabalhos relacionados: Eleições 2000: o príncipe do cotidiano na Cidade da Bahia, 2003 (dissertação de Mestrado); Baianidade, Verbete, em CD-Rom (NOVA & FERNANDES, 2007); O mito baiano: viço, vigor e vício (NOVA & MIGUEZ, 2008 - no prelo).

Downloads

Publicado

2009-05-09

Como Citar

NOVA, L. H. S. da. A cidade estado, na Bahia, permanências mutantes. Cultura Visual, [S. l.], n. 11, p. 75–89, 2009. DOI: 10.9771/2175-084Xrcv.v0i11.3375. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rcvisual/article/view/3375. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Selecionados / Selected Articles