1.
Ikeda MG. PAR e PIQCB: uma análise dos mecanismos automáticos de fomento à produção cinematográfica brasileira. PCR [Internet]. 8º de outubro de 2012 [citado 14º de junho de 2024];5(1):170-86. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/pculturais/article/view/6051