Síndrome do Primeiro e Segundo Arco Branquial (SAB)

Autores

  • Andréa Alves de Carvalho Universidade Federal da Bahia - UFBA
  • Carlos Maurício Cardeal Mendes Universidade Federal da Bahia - UFBA
  • Paulo Sérgio Flores Campos Universidade Federal da Bahia - UFBA

DOI:

https://doi.org/10.9771/cmbio.v11i2.6693

Palavras-chave:

Microssomia Hemifacial. Mandíbula/anormalidade. Orelha externa/anormalidade.

Resumo

Introdução: A Síndrome do primeiro e segundo arcos branquiais (SAB) – Microssomia Hemifacial é a segunda anomalia crânio-facial mais frequente depois das fissuras lábio-palatais. Afeta, de acordo com a Organização Mundial de Saúde - OMS, 1 para cada 5600 nascidos, comprometendo as estruturas ligadas ao primeiro e segundo arcos brânquias, quais sejam: olhos, orelhas, mandíbula, nervos faciais, musculatura facial, osso hióide, apófise estilóide. Objetivo: Avaliar a expressividade da SAB em uma amostra populacional da cidade de Salvador, BA. Metodologia: Foram avaliados os pacientes que, nos últimos dois anos, buscaram atendimento no ambulatório de Ortopedia Funcional dos Maxilares da Associação Brasileira de Odontologia – Seção Bahia (ABO-BA). Todos os pacientes avaliados foram classificados de acordo  com o acrômio O.M.E.N.S.:”O” - órbita, “M” - mandíbula, “E” – orelha, “N” – nervos faciais e “S” – tecidos moles e musculatura. Resultados: 08 (oito) pacientes, com idade média de 10,3 anos (DP=3,5), 6 (seis) do sexo masculino e 2 (dois) do sexo feminino, foram avaliados. Para órbita, 4 (quatro) pacientes  obtiveram O0, 3 (três) O2 e 1 (um) O3. Para a mandíbula, 1 (um) não apresentou comprometimento (M0), 1 (um) M1, 3 (três) M2B, 3 (três) M3.Para orelha, 3 (três) E0 e 5 (cinco) E5. Para os nervos faciais 4 (quatro) N0, 4 (quatro) N2. E para tecidos moles e musculatura, 3 (três) S0, 4 (quatro) S1 e 1 (um) S2.  Conclusão: As alterações em mandíbula e ATM são as mais frequentes e severas, e não necessariamente são acompanhadas de alterações nas outras estruturas.

 

Abstract

The first and second branchial arches syndrome (BAS) – Hemifacial Microsomia, is the second craniofacial anomaly more frequent after cleft lip and palate. It affects, according to the World Health Organization - WHO, 1 for every 5600 births, compromising the structures related to the first and second branchial arches, namely, eyes, ears, jaw, facial nerves, facial muscles, hyoid bone, styloid apophysis. Objective: Objective: To evaluate the expressiveness of BAS in a population sample of Salvador, BA. Methodology: Patients evaluated were those who, in the last two years, sought outpatient treatment in the Jaw Functional Orthopedics of Associação Brasileira de Odontologia – Section Bahia (ABO-BA). All patients were classified based on the acromion Omens, “O” - orbit, “M” - mandible, “E” - ear, “N” – facial nerves and S – soft tissues and muscles. Results: 8 (eight) patients, with a 10,3 average age (SD=3,5), 6 (six) males and 2 (two) females were evaluated. For the orbit, 4 (four) patients had O0,3 (three) O2 and 1 (one) O3. For the jaw, 1 (one) did not show any compromise (M0), 1 (one) M1, 3 (three) M2B, 3 (three) M3. For the ear, 3 (three) E0 and 5 (five) E5. For the facial nerves 4 (four) N0, 4 (four) N2. And for the soft tissues and muscle, 3 (three) S0, 4 (four) S1 and 1 (one) S2. Conclusion: The alterations in the jaw and ATM are more frequent and severe, and not necessarily accompanied by alterations in the other structures.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-01-01

Como Citar

Carvalho, A. A. de, Mendes, C. M. C., & Campos, P. S. F. (2012). Síndrome do Primeiro e Segundo Arco Branquial (SAB). Revista De Ciências Médicas E Biológicas, 11(2), 224–227. https://doi.org/10.9771/cmbio.v11i2.6693