Nível de conhecimento dos cirurgiões-dentistas em exercício na Bahia sobre os medicamentos antirreabsortivos

Autores

  • Flávia Godinho Costa Wanderley Rocha Universidade Federal da Bahia https://orcid.org/0000-0002-2888-0121
  • Doutor Roberto Paulo Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.9771/cmbio.v22i4.55590

Palavras-chave:

Conhecimento, Bisfosfonatos, Medicamentos antirreabsortivos

Resumo

Objetivo: determinar o nível de informações científicas dos cirurgiões-dentistas que exercem suas atividades profissionais na Bahia, Brasil, sobre os medicamentos antirreabsortivos e as condutas farmacológicas que são indicadas, visando a prevenção de osteonecrose dos maxilares e a terapia das sequelas medicamentosas que possam ocorrer, considerando a titulação acadêmica destes profissionais. Metodologia: trata-se de um estudo transversal quantitativo. Nele, foram consultados 339 dentistas por meio do questionário virtual contendo temas de cunho pessoal e profissional, elementos contidos na anamnese realizada e conhecimentos sobre medicamentos antirreabsortivos, incluindo indicações, efeitos adversos e tratamentos aplicados. Foram realizados os testes de qui-quadrado e exato de Fisher para analisar as associações dos dados descritos por frequências absoluta e relativa com o tempo de formado dos profissionais. Todas as análises foram feitas no programa R, com nível de significância de 5%. Resultados: entre os
339 participantes da pesquisa, a maioria era do sexo feminino (76,4%), com faixa etária de 31-35 anos (25,1%). Ademais, uma grande parte dos profissionais tinha graduação em odontologia obtida na categoria Universidade (49,0%), no estado da Bahia (80,5%). Em relação às variáveis relacionadas ao desempenho profissional, aqueles que possuíam maior titulação, foram os que demonstraram conhecimento máximo dos fármacos antirreabsortivos ou revelaram, que de alguma forma, tinham informações sobre os mesmos (p<0,05). Conclusão: os cirurgiões-dentistas da Bahia que têm titulação máxima possuem mais informações científicas sobre os medicamentos antirreabsortivos e procedimentos farmacológicos, o que pode contribuir positivamente para a prevenção da osteonecrose dos maxilares e o tratamento das sequelas medicamentosas que possam ocorrer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Como Citar

Godinho Costa Wanderley Rocha, F., & Correia de Araújo, R. P. (2023). Nível de conhecimento dos cirurgiões-dentistas em exercício na Bahia sobre os medicamentos antirreabsortivos. Revista De Ciências Médicas E Biológicas, 22(4), 630–640. https://doi.org/10.9771/cmbio.v22i4.55590